Blog do Julio Falcão

Julho 08 2010

Pedágio derruba mais um jornalista da TV Cultura

 

Há uma semana, Gabriel Priolli foi indicado diretor de jornalismo da TV Cultura.

 

Ontem, planejou uma matéria sobre os pedágios paulistas. Foram ouvidos Geraldo Alckmin e Aluizio Mercadante, candidatos ao governo do estado. Tentou-se ouvir a Secretaria dos Transportes, que não quis dar entrevistas. O jornalismo pediu ao menos uma nota oficial. Acabaram não se pronunciando.

 

Sete horas da noite, o novo vice-presidente de conteúdo da TV Cultura, Fernando Vieira de Mello, chamou Priolli em sua sala. Na volta, Priolli informou que a matéria teria que ser derrubada. Tiveram que improvisar uma matéria anódina sobre as viagens dos candidatos.

 

Hoje, Priolli foi demitido do cargo. Não durou uma semana.

 

Semana passada foi Heródoto Barbeiro, demitido do cargo de apresentador do Roda Viva devido às perguntas sobre pedágio feitas ao candidato José Serra.

 

Para quem ainda têm dúvidas: a maior ameaça à liberdade de imprensa que esse país jamais enfrentou, nas últimas décadas, seria se, por desgraça, Serra juntasse ao poder de mídia, que já tem, o poder de Estado.

Fonte: Luis Nassif

 

 

Trechos do discurso de José Serra na convenção que aprovou seu nome para candidato do PSDB à sucessão de Lula, aqui em Salvador:

 

"Acredito na liberdade de imprensa, que não deve ser intimidada, pressionada pelo governo, ou patrulhada por partidos e movimentos organizados que só representam a si próprios, financiados pelo aparelho estatal. Não aceito patrulha de idéias -- nem azul, nem vermelha. A sociedade é multicolorida, multifacetada, plural. E assim deve ser." 

 

"Comigo o povo brasileiro não terá surpresas" 

 

Serra só engana otários.

publicado por Julio Falcão às 23:36
Tags: , ,

mais sobre mim
Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13

21

29


pesquisar