Blog do Julio Falcão

Junho 12 2009
Agência Estado
AE-Dow Jones
12 de junho de 2009

Novartis produz 1º lote de vacina contra gripe suína

Zurique, 12 - - A empresa farmacêutica suíça Novartis anunciou nesta sexta-feira que produziu o primeiro lote de uma vacina contra a gripe suína, um dia após a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarar que a doença causada pelo novo tipo de vírus influenza A H1N1 atingiu o nível de pandemia - a primeira em mais de 40 anos.

Segundo a empresa, a vacina foi fabricada semanas antes do esperado, utilizando uma tecnologia baseada em células que permite sua produção sem a necessidade de cultivar a estirpe do vírus em ovos. A Novartis pretende iniciar os ensaios clínicos com a vacina em julho, e espera obter uma licença no outono de 2009.


A farmacêutica afirmou que mais de 30 governos solicitaram suprimentos da vacina. O alerta de pandemia feito pela OMS irá exigir que todos os países, incluindo dezenas que ainda não relataram qualquer caso da doença, adotem planos de prevenção contra o vírus.


Empresas rivais da Novartis já vendem drogas que são eficazes contra o vírus da gripe suína: a suíça Roche comercializa o medicamento Tamiflu e a britânica GlaxoSmithKline tem o Relenza.

.
publicado por Julio Falcão às 08:12
Tags:

Maio 22 2009
.
Por Conceição Lemes

"No dia 27 de abril, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), que vive dando pitacos em questões médicas e de saúde como se fosse doutor, falou à imprensa em Ribeirão Preto, interior do estado, sobre a gripe suína (para ver o vídeo, clique aqui):

"Gripe suína, ela é transmitida dos porquinhos para as pessoas só quando eles espirram ou quando a pessoa chega lá perto do nariz do porco. Portanto, a providência elementar é não ficar perto de porquinho algum, mesmo não tendo gripe suína no Brasil pelo que se constata até agora. Ela pode ser feita a transmissão, isto sim, de pessoa a pessoa. Agora nós não temos nenhum caso ainda registrado..."
Exceto no finalzinho, Serra errou feio. Para qualquer governador, revela despreparo. Para quem também já foi Ministro da Saúde (1998-2002), deplorável.

No dia 12 de maio, durante almoço com suinocultores, Serra disse que não disse o que disse. (Leia aqui) A fala do governador, editada no vídeo, reflete exatamente o que Serra disse. Prevaleceu o velho ditado: filho feio não tem pai."


"OS ERROS DE SERRA SOBRE A GRIPE SUÍNA

“E quais foram exatamente os erros de Serra”, alguém, nesta altura, talvez esteja perguntando. Vamos a eles:

A atual gripe suína não é transmitida dos porquinhos para as pessoas. Questionada sobre o tema, OMS foi taxativa: até o momento não há confirmação de transmissão do vírus de suínos para seres humanos.

Aliás, o que se detectou é o contrário. Gente transmitindo gripe para porquinhos. Isso aconteceu há poucos dias, no Canadá , quando um indivíduo que trabalha lá voltou do México com gripe e transmitiu o vírus A/H1N1 aos porcos. Talvez a pessoa tenha espirrado na cara dos porquinhos."

Vejam a matéria completa no Viomundo do Azenha

.
publicado por Julio Falcão às 01:16
Tags: ,

Maio 13 2009



"Carolina Freitas, da Agência Estado

SÃO PAULO - Após virar hit na internet com uma declaração editada sobre a gripe suína, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), almoçou com produtores de carne de porco, na capital paulista, para atestar a segurança do alimento. No dia 27, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, o governador disse que a gripe era transmitida "dos porquinhos para as pessoas quando eles espirram ou quando a pessoa chega perto do nariz do porco". Desde então, vídeos editados lideram a audiência no site Youtube.

Questionado se tinha algum arrependimento de ter dito a frase, Serra disse que não e justificou: "A declaração foi cortada, puseram um trechinho no Youtube, esperando que os jornalistas repercutissem uma montagem desonesta."

O almoço aconteceu num restaurante na zona sul da capital. Serra comeu filé mignon suíno no azeite extravirgem com legumes cozidos. Depois do almoço, o governador esforçou-se para desfazer a saia-justa provocada pelas declarações feitas em Ribeirão Preto e passou dois minutos da entrevista coletiva elogiando a qualidade da carne suína.

"Não há motivo para deixar de comer carne de porco porque batizaram essa gripe de suína", disse Serra. "Pode consumir carne suína à vontade. Vou virar freguês desse filé."
"


Montagem desonesta, Serra? Esta não foi cortada, não tem edição.


.
publicado por Julio Falcão às 07:29
Tags: ,

Maio 09 2009
"Por Luciano Martins Costa em 8/5/2009

Comentário para o programa radiofônico do OI, 8/5/2009

Como era esperado, o vírus da gripe A (H1N1), conhecida como gripe suína, chegou ao Brasil. Os jornais de sexta-feira (8/5) registraram os primeiros quatro casos confirmados e, de modo geral, mantêm a linha de informar em primeiro lugar, evitando especulações e alarmismo. A exceção segue sendo o Globo, que não perde, ou até cria, oportunidades para deixar no ar a tese de que o Brasil não estaria preparado para uma epidemia.

Os três jornais considerados de maior influência nacional apresentam em manchete a confirmação do contágio em brasileiros que retornaram de viagem ao exterior no mês de abril.

A Folha de S.Paulo destaca em título da reportagem interna de duas páginas que, segundo as autoridades sanitárias, não há motivo para pânico: o vírus tem baixa letalidade, revelando-se pouco mais grave que o da gripe comum.

Também o Estado de S.Paulo, com três páginas para o assunto, dedicou amplo espaço a informar seus leitores sobre cuidados a serem tomados na fase de expansão da doença e destacando a estrutura montada nas principais cidades brasileiras para fazer frente ao possível agravamento do quadro.

O Globo também repete o quadro com informações sobre "cuidados a tomar", mas dedica apenas uma página ao assunto e inclui nela uma nota sob o título "Tendência é aumentar". Sob esse título, alinha-se uma curta entrevista com uma virologista que integra a Comissão para o Desenvolvimento dos Planos de Contingência Nacional para Influenza, órgão criado pela Organização Mundial da Saúde.

Limites da informação

O repórter começa afirmando que, "segundo alguns especialistas, o Brasil não estava preparado e demorou muito para fazer o diagnóstico". A entrevistada rechaçou de bate-pronto, dizendo não concordar com a afirmação. Ainda assim, o repórter insiste em uma resposta alarmista, até que consegue ouvir a obviedade segundo a qual o número de casos no Brasil pode aumentar, porque continuam chegando pessoas que viajaram para os países de maior incidência e porque também podem ocorrer casos de transmissão aqui mesmo no país. O Globo, então, conseguiu o título que o editor buscava.

É assim que se produz o pânico: insiste-se na pior versão, até que um fato de menor importância acabe justificando a escolha pela interpretação mais tenebrosa.

Discute-se permanentemente o papel da imprensa diante de acontecimentos que podem provocar comoção geral ou movimentos coletivos de grandes proporções. Os jornalistas conhecem perfeitamente os limites entre a informação que produz cautela e a que leva ao descontrole. O Globo parece apostar na segunda alternativa."

Observatório da Imprensa
publicado por Julio Falcão às 09:14
Tags:

Maio 08 2009
"TALITA FIGUEIREDO - Agencia Estado

RIO - O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, confirmou na noite de hoje mais dois casos de pessoas infectadas pelo vírus influenza A H1N1, que ficou conhecido como gripe suína. No total, já são seis casos confirmados da doença no País. Os dois novos casos foram registrados no Rio de Janeiro e em Florianópolis. Um deles é um amigo do paciente que está internado no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da UFRJ. É o primeiro caso de transmissão do vírus no País, mas, segundo o ministro, é "uma transmissão limitada", sem contágio para terceiros.



Para o ministro, não é necessária preocupação, pois isso não caracteriza risco de epidemia. No Rio de Janeiro, 108 pessoas que tiveram contato com os dois pacientes estão sendo monitoradas pela Vigilância Epidemiológica. O caso de Florianópolis é de uma criança de 7 anos, que manifestou os sintomas em 2 de maio, ainda na Flórida (Estados Unidos). Ao chegar ao Brasil, no dia 3, foi internada, tratada e recebeu alta hoje. "A paciente evoluiu clinicamente muito bem e já teve alta da unidade hospitalar", informou a Secretaria do Saúde de Santa Catarina, em nota. A secretaria ressaltou que foram tomadas todas as medidas necessárias para evitar a transmissão da doença aos familiares e aos médicos."

Estadão
publicado por Julio Falcão às 21:27
Tags:

Maio 08 2009
"08/05/2009 - 09:30 - Carollina Andrade - IG

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira que o governo vai continuar com a "vigilância que deu certo" nos aeroportos internacionais para evitar a propagação do vírus da chamada "gripe suína" (rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS). "O governo continua nos aeroportos, cumprindo determinação da Organização Mundial da Saúde (OMS)", disse.


"Vamos continuar com a vigilância que deu certo", afirmou o presidente, em entrevista coletiva na base Aérea de Brasília, antes de embarcar para Mato Grosso do Sul com o presidente do Paraguai, Fernando Lugo, onde fará viagem inaugural do trem do Pantanal.

Lula afirmou que conversou nesta quinta à noite e sexta pela manhã com o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que confirmou os quatro casos da doença no País: dois em São Paulo, um em Belo Horizonte e outro no Rio de Janeiro.

Três desses pacientes já teriam sido liberados e apenas um, do Rio de Janeiro, ainda está internado. "Ele [Temporão] me disse que os dois casos de Sao Paulo já estão curados, o de Minas também, e o do Rio também está curado, mas tem que ficar em observação", disse Lula.

Temporão teria informado ainda ao presidente que em nenhum desses quatro casos houve transferência do vírus. Nesta quinta-feira, o ministro afirmou que pacientes passam bem.

Além do esquema de atendimento em hospitais para o isolamento do vírus, os novos kits de testes, que chegaram dos Estados Unidos, têm facilitado o diagnóstico de casos suspeitos. Foi por meio deles que os quatro primeiros casos no Brasil foram detectados. Ainda nesta sexta-feira, o ministro acredita que outros 15 casos suspeitos poderão ser esclarecidos.

A Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) e a Associação Médica Brasileira lançam nesta sexta-feira, em São Paulo, orientações para os profissionais de medicina sobre o combate à "gripe suína". Trata-se de uma espécie de protocolo para a prática eficaz no diagnóstico, acompanhamento e tratamento de pacientes, além de prevenção.

Situação sob controle

O ministro da Saúde reafirmou nesta sexta-feira, em entrevista ao programa "Bom Dia Brasil", da TV Globo, que apesar dos quatro casos de gripe suína detectados no Brasil, a situação está sob controle, porque o vírus da Influenza A (H1N1) não circulou. "É claro que nós estamos preocupados, porque os cientistas não sabem o que vai acontecer com essa doença, porque é um vírus novo.

Ninguém sabe, numa segunda onda, o que pode acontecer. Detectamos que o vírus entrou, mas não circulou. A orientação é redobrar a vigilância, manter a mesma estrutura, a mesma estratégia", disse.

O ministro recomendou que apenas as pessoas que estiveram em área de risco de contaminação do vírus e que apresentaram sintomas devem procurar um médico imediatamente. "Os outros brasileiros não precisam se preocupar", afirmou o ministro.

"As pessoas que estiveram em país com casos confirmados e a partir da chegada, dentro de dez dias, apresentaram febre súbita acima de 38 graus, tosse, dor muscular, dor articular e dificuldade respiratória, devem procurar o serviço de saúde, ou pessoas que não viajaram mas entraram em contato com pessoas que vieram de área de risco e apresentaram esses sintomas também devem relatar ao seu médico para impedir que o vírus circule."

Temporão desaconselhou a utilização de máscaras como prevenção. "A máscara é indicada para pessoa que está em suspeita ou doente", disse. Segundo ele, nem as pessoas que vão viajar para outros países devem utilizar as máscaras e ressaltou que a automedicação "é a pior coisa a ser feita". O ministro lembrou também que embora não haja restrição de trânsito para outros países, a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que as viagens para as áreas de risco sejam adiadas por algum tempo, até que a situação se normalize."
publicado por Julio Falcão às 09:57
Tags: ,

Maio 08 2009
Mário Coelho - Congresso em foco

"A gripe A (gripe suína) entrou definitivamente no Brasil. No início da noite desta quinta-feira (7), o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, confirmou os primeiros quatro casos de brasileiros infectados pela doença. São dois pacientes de São Paulo, um do Rio de Janeiro e um de Minas Gerais. Até agora, 93 casos foram descartados em testes laboratoriais, 15 estão em observação e, segundo Temporão, há medicamento para 9 milhões de pessoas.

O ministro afirmou, em entrevista coletiva, que as quatro pessoas contraíram a doença no exterior. Eles passam bem e não existe risco de contágio dessas pessoas para a população. De acordo com a Agência Brasil, Temporão informou ainda que são todos adultos jovens. "Não há nenhuma criança ou idoso portando o vírus no Brasil", disse.

O Ministério da Saúde classificou as ocorrências em caso 1, caso 2, caso 3 e caso 4. O primeiro é de um dos pacientes de São Paulo. Ele esteve no México entre 17 e 22 de abril. Os sintomas apareceram dois dias depois da viagem e esteve internado de 29 de abril a 4 de maio. O caso 2 é do paciente de Minas Gerais. Ele esteve no México de 22 a 27 de abril e manifestou os sintomas da doença ainda durante a viagem, no dia 26. Ele foi internado assim que chegou e teve alta no dia 29 de abril, ficando em isolamento domiciliar até o dia 6 de maio.

De acordo com a Agência Brasil, o caso 3 é do outro paciente de São Paulo, que veio da Flórida, Estados Unidos, no dia 28 de abril. Ele não foi internado porque a Organização Mundial de Saúde (OMS) não considerava a Flórida como área de risco. O paciente foi mantido em isolamento domiciliar. O caso 4 é do paciente do Rio de Janeiro, que chegou do México no dia 3 de maio, começou a apresentar os sintomas antes de chegar ao Brasil e está internado desde o dia 5 de maio.

Verba

Na segunda-feira (4), o Grupo Executivo Interministerial (GEI) aprovou o envio à Casa Civil de uma minuta de Medida Provisória para a liberação de crédito suplementar de R$ 141 milhões para intensificar as ações na prevenção do Influenza A (H1N1). De acordo com o Ministério da Saúde, a pasta do Planejamento deve preparar uma Medida Provisória que pode ser editada pelo governo ainda nesta semana. A verba suplementar será usada para ampliar a atenção à saúde, instalar "salas de situação" nos portos brasileiros e reforçar a informação publicitária no país."
publicado por Julio Falcão às 07:30
Tags:

Maio 07 2009
Quinta, 7 de maio de 2009, 19h05 Atualizada às 19h10

Ministério confirma 4 casos de gripe suína no País

Marina Mello
Direto de Brasília - Portal Terra

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou nesta quinta-feira que o Brasil confirmou quatro casos de gripe suína. Todos os pacientes contraíram a doença no Exterior, de acordo com o Temporão.

A gripe suína foi descartada em outros 93 pacientes submetidos aos testes. Outros 15 também passaram por testes, que estão em processo de análise.

Dos casos confirmados, três contraíram a doença no México e outro nos Estados Unidos. Dois pacientes estão internados em São Paulo, um no Rio de Janeiro e outro em Minas Gerais. Segundo Temporão, "todos são adultos jovens e passam bem".

Ontem, o Ministério da Saúde anunciou a chegada de kits com reagentes para o diagnóstico da gripe suína. A confirmação ou não da doença era feita antes por exclusão. O material coletado do paciente era analisado para verificar a existência de outros vírus e outros tipos de gripe.
publicado por Julio Falcão às 19:09
Tags:

mais sobre mim
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29



Blog no mundo
pesquisar