Blog do Julio Falcão

Setembro 18 2010

Tá na cara que a atitude da Dra Sandra Cureau é por causa da matéria do Jornalista Leandro Fortes, na revista Carta Capital, que fala dos vazamentos de dados de 60 milhões de pessoas pelo site (Decidir.com) da sra Verônica Serra

 

Vejam a matéria: Verônica Serra expôs 60 milhões de brasileiros

 

Agora, vejam o resultado e o que pensa o Jornalista Mino Carta sobre esse abuso de poder:

Mino Carta responde à procuradora: "essa é uma atitude indevida"

Por Bob Fernandes

 

O diretor de redação e sócio majoritário da revista Carta Capital, Mino Carta, recebeu da vice-procuradora-geral eleitoral Sandra Cureau ofício em que a integrante do Ministério Público cobra, no prazo de cinco dias, "relação das publicidades do governo federal dos anos 2009/2010, os respectivos contratos, bem como os valores recebidos a esse título".

 

A respeito deste ofício, ouvi há pouco o diretor de redação da Carta Capital, Mino Carta.

 

Terra - Temos aqui o teor de um ofício encaminhado a você e à revista Carta Capital pela procuradora Sandra Cureau e gostaríamos de saber o que o senhor, como diretor de redação, tem a dizer.
Mino Carta - Eu penso que isso é uma atitude indevida, não teria sentido sequer se fosse dirigida a mesma requisição às demais editoras do País. Entenderia que assim se fizesse junto ao próprio governo federal.

 

Terra - Isso, na prática, tem qual significado?
Mino Carta - Significa que a senhora Cureau entende que nós somos comprados pelo governo federal, via publicidade. Se ela se dedicasse, ou se dedicar, porém, à mesma investigação junto às demais editoras de jornais, revista, e outros órgãos da mídia verificaria, verificará, talvez com alguma surpresa, que todos eles têm publicidade de instituições do governo em quantidade muito maior e com valor maior do que Carta Capital.

 

Terra - O que você...
Mino Carta - Aliás, me ocorre recordar que durante o governo tucano de Fernando Henrique Cardoso, dito FHC, fomos literalmente perseguidos pela absoluta ausência de publicidade do governo federal. E a pergunta que faço é a seguinte: então, alguém, inclusive na mídia, se incomodou com isso? Ninguém considerou esse fato estranho? Uma revista de alcance nacional não receber publicidade alguma enquanto todas as demais recebiam?

Fonte: Terra Magazine

publicado por Julio Falcão às 00:44
Tags: ,

mais sobre mim
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

14

19
20
21
22
23
24

27
28
29
30


Blog no mundo
pesquisar