Blog do Julio Falcão

Julho 20 2010
Por Brizola Neto

 

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso defende publicamente a legalização da maconha como forma de superar o problema da criminalidade ligada ao narcotráfico. Concorde-se ou discorde-se dele, isso não dá a ninguém, exceto a quem seja um crápula, o direito de dizer que o ex-presidente é ligado ao uso de drogas. Seria uma infâmia, uma calúnia, um ato odioso.

 

Se o PT e outras forças políticas defenderam ou defendem a negociação com o movimento guerrilheiro das FARC como forma de superar os impasses políticos que, há décadas, consomem vastas áreas da Colômbia, isso igualmente não dá a ninguém o direito de dizer que, por isso, são ligados ao terrorismo. É uma mentira infamante, um ato de oportunismo tão grande quanto o que se apontou no parágrafo anterior.

 

Basta essa comparação para que se julgue o ato do Sr. José Serra. Ele, como fez antes o seu vice Da Costa, fugiram do que foi afirmado com todas as letras no que está gravado em vídeo – dizer que o PT é “ligado ao narcotráfico” – e ficar na afirmação de que é ligado às FARC. Uma “emenda” covarde e vaga o suficiente para servir de  argumento para buscar escapar de uma condenação criminal por calúnia.

 

Afinal, ser “ligado às Farc” quer dizer o que? Defender uma solução negociada para a crise da guerrilha colombiana e a pacificação do país?

 

Se for assim,  José Serra poderia afirmar também que o seu antigo chefe é ligado às drogas, por defender a legalização parcial de seu comércio, para obter uma redução no crime ligado ao tráfico ilegal.

 

Em um caso como o outro, o comportamento moral, se o fizesse, seria vergonhoso como é o que tem hoje.

Fonte: Tijolaço

 

 

publicado por Julio Falcão às 01:21

mais sobre mim
Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13

21

29


Blog no mundo
pesquisar